A importância da formação contínua para profissionais de saúde

published on 23 February 2022
pexels-laura-james-6097777-g39pi

No que se refere à formação profissional, a profissão de enfermagem tem evoluído imenso ao longo do tempo.

Esta é composta tanto pela formação inicial académica, que forma o profissional (diga-se as licenciaturas), bem como pela formação contínua, na procura de novas competências face aos progressos tecnológicos e científicos e as crescentes necessidades diversas dos utentes.

“enfermagem não pode parar no tempo, cultivando e preservando valores do passado; deve ser uma profissão que sabe perspectivar o futuro, aberta a novas ideias, a novas filosofias e a novas finalidades”

Pereira, H. (1994)

A formação contínua na carreira de enfermagem é composta pela formação em serviço bem como pela formação complementar, sendo um dos pilares que sustenta o crescimento pessoal e profissional do enfermeiro, permitindo-lhe trabalhar de acordo com as melhores e mais inovadoras práticas e conhecimento científico da profissão, num mundo em constante desenvolvimento e com novas exigências.

A formação em serviço é uma parte da formação contínua que resulta no reforçar dos conhecimentos base e aquisição de novas competências e práticas de cuidados de saúde, em contexto de local de trabalho.

Por outro lado, a formação complementar permite ao profissional questionar as suas aprendizagens e perspectivas, bem como adquirir novos conhecimentos teóricos e técnicos.

robina-weermeijer-Pw9aFhc92P8-unsplash-3vzeq

E é com a soma de ambas as aprendizagens que os enfermeiros estarão preparados para dar resposta aos diferentes desafios e utentes. Só através desta constante aquisição e atualização de conhecimentos se permite que os cuidados sejam prestados com maior segurança, traduzindo-se num impacto positivo na qualidade dos cuidados, com práticas mais eficazes e experiências satisfatórias para os utentes.

Enquanto a formação contínua aprofunda o grau de conhecimentos, por outro lado, a formação em serviço colmata as necessidades de aprendizagem de um profissional no seu próprio local de trabalho. Desta forma, devemos considerar a formação contínua como uma necessidade de enorme relevância, uma vez que permite a reflexão sobre a teoria e prática, que acrescenta valor à qualidade dos cuidados prestados.

Este artigo foi escrito por Diogo Marcelino, Healthcare Sales Specialist na MyCareforce, a plataforma que conecta profissionais a instituições de saúde. Utilize esta ferramenta como profissional, entre em contacto para publicar turnos como instituição ou acompanhe-nos no Instagram,  Facebook e LinkedIn.

Read more